Jair Bolsonaro usa Bodyboard como microfone de mesa na coletiva de imprensa

Jair Bolsonaro usou um bodyboard como mesa de microfone na primeira entrevista coletiva desde que foi eleito presidente do Brasil.

O recém-eleito presidente transformou uma prancha de surf de balanço invertida da Tribord em um púlpito para seu primeiro encontro com alguns repórteres.

No entanto, Bolsonaro e sua equipe não permitiram a presença dos principais meios de comunicação nacionais, O Globo, Valor, Folha e Estado de S. Paulo.

Esse momento aparentemente espontâneo foi amplamente comentado por seus apoiadores e críticos brasileiros nas redes sociais. Confira as análises mais entusiasmadas:

“Uma prancha usada em esportes aquáticos. É o Morey Boogie do presidente. Incrível!”

“Uma coletiva de imprensa de bodyboard não é para todos os presidentes. Apenas meu capitão!”

“A coletiva foi no quintal de casa e os microfones em bodyboard. Ele é o presidente de que o Brasil precisa”.

“Ele é o primeiro presidente do mundo a dar uma coletiva de imprensa em um bodyboard.”

“Vamos aproveitar a onda de ordem, progresso e disciplina. Pegue nossas pranchas e vá embora.”

Tribord 100l: Bodyboard Jair Bolsonaros |  Foto: decatlo

“Esta prancha de surfe me lembra o púlpito da igreja Bola de Neve! Ela me representa!”

“Ele está surfando sob as lágrimas da esquerda”.

“O Brasil vai pegar a onda do mito”.

“Politicamente correto? Não! Uma mesa? Ele faz isso em uma mesa!”

“Meu filho me disse: ‘Pai, este é o meu bodyboard!”

Em 27 de outubro de 2018, os brasileiros decidiram eleger o deputado de extrema direita Jair Messias Bolsonaro como o novo presidente do Brasil.

Bolsonaro venceu seu oponente Fernando Haddad, do Partido Trabalhista de esquerda, com 55% dos votos. O ex-capitão do Exército governará o Brasil pelos próximos quatro anos.

Bolsonar, apunhalado no estômago durante a campanha presidencial, é uma das figuras políticas mais polêmicas do Brasil.

É contra os direitos das mulheres e das minorias LGBT, o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o aborto e a imigração, afirma a ex-ditadura militar que governou o Brasil entre 1964 e 1985, o controle da natalidade para famílias de baixa renda e a liberalização do acesso a armas de fogo.

O Brasil é a quarta maior democracia do mundo. O presidente brasileiro costuma ser considerado a pessoa mais poderosa e influente da América Latina.

Jair Bolsonaro assumirá o cargo em 1º de janeiro de 2019.

Artigos semelhantes

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertismentspot_img

Instagram

O mais Popular