Isabela Sousa conquista o segundo título europeu de bodyboard

isabelasousa8

Há mais de uma década, Isabela Sousa tem impulsionado o bodyboard feminino conquistando títulos mundiais ou assumindo o aspecto físico e manobrando para níveis mais elevados.

Aos 29 anos, a brasileira detém quatro títulos mundiais (2010, 2012, 2013 e 2016) e uma medalha de ouro por sua vitória nos ISA World Bodyboard Games (2011).

No ano passado ele acrescentou mais um à sua sala de troféus: o título do European Tour of Bodyboard (ETB).

O cearense foi o terceiro bodyboarder brasileiro a conquistar o ETB depois de Neymara Carvalho e Nicole Calheiros em 2004 e 2012.

Sousa vive atualmente em Portugal e representa o GD Estoril Praia, clube desportivo conhecido pela sua equipa de futebol.

Dois é o número mágico

No mês passado ela venceu o Caparica Bodyboard Pro, primeiro evento da temporada ETB 2019. Agora ela está aberta e clara sobre suas expectativas.

“Quero ganhar de novo. Quero repetir a atuação do ano passado e ganhar o título europeu”, disse Sousa.

Isabela Sousa: seu sorriso característico pode ser visto de longe Foto: ETB

“Estou motivado e entusiasmado porque vai haver um evento nas Ilhas Canárias que não começou no ano passado e estou muito contente por poder voltar a participar num evento da ETB.”

“A Miss Activo Cup é um evento 100% feminino muito trendy, com um troféu muito procurado por muitos atletas. Estou feliz por estar de volta a Aveiro também”.

Isabela Sousa é meticulosa nos seus objetivos de gestão de carreira e não tem medo de falar sobre eles.

“Os resultados vão sendo criados passo a passo. Lutei na Caparica, queria vencer e consegui. Agora vou para a próxima competição e também estou lutando contra o calor”, disse o bodyboarder brasileiro.

“Posso não poder ir à cena francesa porque coincide com um período em que estarei viajando e produzindo conteúdo para o meu canal no YouTube ‘A Onda Bela’. Veremos.”

Sousa diz que a primeira fase do ETB foi um sucesso e dá as boas-vindas às ondas da Costa de Caparica

“As ondas da Caparica têm um grande potencial, embora se saiba que mudam muito com as marés. Gosto da que fica ao lado do cais que forma uma pequena concha – é óptima para o bodyboard,” nota Sousa.

“Pessoalmente gosto de competir em condições diferentes e o meu perfil enquadra-se nisso. Já participei e ganhei duas vezes na Caparica. É também um evento ao mesmo preço para homem e mulher e é importante sublinhar isso.”

Click to rate this post!
[Total: 0 Average: 0]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste sítio, está a concordar com a nossa utilização de cookies.