Alan Muñoz e Anais Velis fazem história no Chile

alanmunoz4

Alan Muñoz e Anais Velis lançaram o Bellavista Iquique Pro 2019 no Chile.

O último dia de competição começou com ondas divertidas de 6 pés em Punta Dos. As condições permitiam que os corredores escolhessem tanto canhotos quanto destros.

O evento da série qualificatória de 5 estrelas também foi polêmico.

Tristan Roberts, um dos jogadores mais importantes do evento, foi eliminado nas semifinais pelo bodyboarder brasileiro David Barbosa.

O sul-africano teve um bom começo com uma tacada perfeita de 10 pontos e dois barris seguida por um backflip. No entanto, alguns minutos depois, Roberts foi punido com interferência.

A decisão dos jurados causou polêmica nas redes sociais e entre os fãs que assistiam ao calor por lá. Então, o que aconteceu exatamente?

Barbosa estava quase sentado na parte inferior de Punta Dos quando uma tampa rachada apareceu.

Roberts optou pela mão direita enquanto o brasileiro optou pela esquerda. Roberts comprometeu-se com a direita e especulou que Barbosa iria para a esquerda.

Barbosa pegou a onda certa de uma posição inicial muito baixa e, embora mal tenha chegado onde Roberts pegou a onda, os juízes pediram interferência.

Chico Garritano, o juiz-chefe do APB, citou a regra 5.5.06 do regulamento do APB para apoiar a decisão de sua equipe.

“Barbosa tinha a prioridade primeiro e decidiu usar essa prioridade para acertar. Roberts atrapalhou a habilidade de Barbosa de pegar a onda mesmo decolando nessa onda. Então foi uma entrada clara de Roberts”, explicou Garritano.

Anais Velis: o primeiro bodyboarder chileno a vencer um evento do APB World Tour Foto: Jimenez / APB

Domínio chileno

Com isso, David Barbosa chegou à final contra o Muñoz.

O chileno jogou sua tática e encontrou a onda de vitórias que precisava para comemorar o troféu diante de sua torcida.

“Foi uma final muito acirrada. Minha primeira onda foi importante para enfrentar o resto da rodada. Segui minha estratégia e esperei pela onda perfeita que me trouxesse um bom resultado”, disse Alan Muñoz.

“Este é um evento muito importante para todos os chilenos e para o circuito mundial. Tivemos uma competição espetacular do início ao fim. Os locais mostraram que aqui também existe bodyboard de alto desempenho.”

Entre as mulheres, Anais Velis também fez a história de seu país ao derrotar a potência japonesa Sari Ohhara.

Ela é a primeira bodyboarder chilena a vencer um evento do APB World Tour. Veli não conseguia falar quando as lágrimas rolavam por seu rosto.

“Estou emocionado. Não tinha expectativas para este evento. É avassalador”, concluiu Anais Velis em lágrimas.

Bellavista Iquique Pro 2019 | o final

Homens
1. Alan Muñoz (CHI) 18:15
2. David Barbosa (BRA) 15,75

Mulheres
1. Anais Velis (CHI) 15:00
2. Sari Ohhara (JAP) 11,90

Click to rate this post!
[Total: 0 Average: 0]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste sítio, está a concordar com a nossa utilização de cookies.